segunda-feira, 2 de julho de 2018

CAPELA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO,


Capela de Nossa Senhora do Rosário em Soeima

IPA.00014121
Portugal, Bragança, Alfândega da Fé, União das freguesias de Gebelim e Soeima
 
Arquitectura religiosa, maneirista. Capela, de planta longitudinal simples com nave e capela-mor, totalmente coberta com tectos em madeira, de secção poligonal na nave e em masseira na capela-mor; frontispício terminado em empena truncada por campanário de ventana única. Portal de verga recta sobrepujado por nicho.
Número IPA Antigo: PT010401140005
 
Registo visualizado 83 vezes desde 27 Julho de 2011
0
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, rectangular. Massa simples com cobertura homogénea em telhado de 3 águas. Fachadas em alvenaria rebocada e pintada a branco, com embasamento marcado por faixa pintada a cinzento, cunhais em cantaria de granito e contrafortes laterais colocados simetricamente. Fachada principal orientada a O., enquadrada por cunhais em forma de pilastra, com duplo capitel, rematados por pináculos e terminada em empena com cornija, truncada por campanário de 1 ventana em arco pleno, decorado por volutas e coroado por cruz florenciada. Portal axial de verga recta e moldura simples, rematado por cornija e em eixo, nicho concheado sobrepujado por cruz. Alçado N., com fresta. Alçado S. com porta de verga recta e fresta. Alçado posterior cego. INTERIOR com nave única e capela-mor separadas por arco triunfal pleno colocado sobre pilastras; paredes rebocadas e pintadas de branco com rodapé de ladrilho e lambril pintado a azul; do lado da Epístola, porta de acesso ao exterior e pia de água benta, de secção hexagonal, colocada sobre plinto decorado com volutas; pavimento em ladrilho e cobertura em tecto de secção poligonal, em madeira. Capela-mor com 2 frestas colocadas simetricamente, pavimento em ladrilho e tecto de masseira; retábulo em talha dourada e pintada, de planta recta e corpo de 3 eixos, divididos por colunas pseudo-salomónicas, com nicho central e pinturas laterais e remate em friso e cornija; terminado por frontão curvo.

Acessos

A partir de Alfândega da Fé, pela EN 315, em direcção a Mirandela; após 10 km, à direita, por EM em direcção a Soeima

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado. A aldeia implanta-se sobre uma linha de cumieira, nas faldas da serra de Bornes, localizando-se a capela no meio do largo que é pavimentado a cubo de granito, a SE e a uma cota menos elevada, em relação à igreja paroquial.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Bragança - Miranda)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 17, 2ª metade - provável construção da actual igreja e colocação do retábulo; 1960, cerca - derrocada de parte da parede N.; 1970 - restauro da capela.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Paredes em alvenaria; vãos, empenas, cunhais e pináculos em cantaria de granito; tectos e retábulos em madeira; pavimento em ladrilho cerâmico; cobertura em telha.

Bibliografia

MENDES, José Maria Amado, Trás-os-Montes nos finais do séc. XVIII, Coimbra, 1981

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

c. 1960 - reconstrução de parte da parede N. que ruíra; 1970 - restauro da capela (pavimentos, coberturas, pinturas).

Observações

*1 - Em 1796, Soeima possuía 396 almas e a igreja de São Pelágio de Soeima era Vigararia, de apresentação do Reitor de Sambade, com um rendimento de 47 mil e 200 réis (MENDES, 1991: 263/4)

Autor e Data

Miguel Rodrigues 2001

Actualização

Maria Guimarães 2002
 
 

segunda-feira, 25 de junho de 2018


Capela de Nossa Senhora do Rosário em Soeima

IPA.00014121
Portugal, Bragança, Alfândega da Fé, União das freguesias de Gebelim e Soeima
 
Arquitectura religiosa, maneirista. Capela, de planta longitudinal simples com nave e capela-mor, totalmente coberta com tectos em madeira, de secção poligonal na nave e em masseira na capela-mor; frontispício terminado em empena truncada por campanário de ventana única. Portal de verga recta sobrepujado por nicho.
Número IPA Antigo: PT010401140005
 
Registo visualizado 81 vezes desde 27 Julho de 2011
0
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, rectangular. Massa simples com cobertura homogénea em telhado de 3 águas. Fachadas em alvenaria rebocada e pintada a branco, com embasamento marcado por faixa pintada a cinzento, cunhais em cantaria de granito e contrafortes laterais colocados simetricamente. Fachada principal orientada a O., enquadrada por cunhais em forma de pilastra, com duplo capitel, rematados por pináculos e terminada em empena com cornija, truncada por campanário de 1 ventana em arco pleno, decorado por volutas e coroado por cruz florenciada. Portal axial de verga recta e moldura simples, rematado por cornija e em eixo, nicho concheado sobrepujado por cruz. Alçado N., com fresta. Alçado S. com porta de verga recta e fresta. Alçado posterior cego. INTERIOR com nave única e capela-mor separadas por arco triunfal pleno colocado sobre pilastras; paredes rebocadas e pintadas de branco com rodapé de ladrilho e lambril pintado a azul; do lado da Epístola, porta de acesso ao exterior e pia de água benta, de secção hexagonal, colocada sobre plinto decorado com volutas; pavimento em ladrilho e cobertura em tecto de secção poligonal, em madeira. Capela-mor com 2 frestas colocadas simetricamente, pavimento em ladrilho e tecto de masseira; retábulo em talha dourada e pintada, de planta recta e corpo de 3 eixos, divididos por colunas pseudo-salomónicas, com nicho central e pinturas laterais e remate em friso e cornija; terminado por frontão curvo.

Acessos

A partir de Alfândega da Fé, pela EN 315, em direcção a Mirandela; após 10 km, à direita, por EM em direcção a Soeima

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado. A aldeia implanta-se sobre uma linha de cumieira, nas faldas da serra de Bornes, localizando-se a capela no meio do largo que é pavimentado a cubo de granito, a SE e a uma cota menos elevada, em relação à igreja paroquial.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Bragança - Miranda)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 17, 2ª metade - provável construção da actual igreja e colocação do retábulo; 1960, cerca - derrocada de parte da parede N.; 1970 - restauro da capela.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Paredes em alvenaria; vãos, empenas, cunhais e pináculos em cantaria de granito; tectos e retábulos em madeira; pavimento em ladrilho cerâmico; cobertura em telha.

Bibliografia

MENDES, José Maria Amado, Trás-os-Montes nos finais do séc. XVIII, Coimbra, 1981

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

c. 1960 - reconstrução de parte da parede N. que ruíra; 1970 - restauro da capela (pavimentos, coberturas, pinturas).

Observações

*1 - Em 1796, Soeima possuía 396 almas e a igreja de São Pelágio de Soeima era Vigararia, de apresentação do Reitor de Sambade, com um rendimento de 47 mil e 200 réis (MENDES, 1991: 263/4)

Autor e Data

Miguel Rodrigues 2001

Actualização

Maria Guimarães 2002
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo|Login